1 de jan de 2013

2013


Eis que 2013 chegou, trazendo a sua porção cabalística para as nossas vidas, em que tanto almejamos mudanças, mas que tanto tememos - e isso tudo ao mesmo tempo! Queremos mudar e temos medo de mudar. Medo de que as coisas fiquem ainda piores. Medo de que se as coisas melhorarem, talvez não saibamos o que fazer.

Falando em exoterismo (com xis mesmo, que é o "popular"), o ano 2013 será regido pelo número 6 (que é a soma de 2 + 0 + 1 + 3 = 6), pelo planeta Saturno, pelo Orixá Obaluayê e pela Serpente de Água, na Astrologia Chinesa. Todos esses elementos indicam que 2013 será um ano "pesado", pois as energias de todos esses elementos são voltadas à transformação interior, em que o velho e ultrapassado deve ser destruído para que o novo possa renascer.

Livrar-se de velhos hábitos, conceitos, ideias, situações e até relacionamentos não é algo nada fácil. É necessário muito trabalho interior, cada um consigo mesmo, para deixar ir aquilo que não serve mais para a própria vida. Seja um trabalho; seja uma ideia pré-concebida; seja uma amizade, namoro ou casamento... na maioria das vezes, nos prendemos a essas situações, que estão desgastadas e não contribuem em mais nada para a nossa evolução, por mero comodismo ou mesmo pelo medo de "pular do ninho e voar com as próprias asas".

Abandonar aquilo que já não nos faz mais bem não é egoísmo. Buscar o nosso bem estar não é egoísmo. O egoísmo surge quando se destrói algo ou alguém para seu próprio benefício. Libertar-se e/ou libertar o outro ou algo, é agir com sabedoria, buscando qualidade de vida, buscando uma condição saudável para a própria vida, em todos os sentidos: físico, espiritual, emocional, material.

Na simbologia numérica, o 6 é o limiar que confunde os opostos: alto-baixo, matéria-espírito, céu-terra, quente-frio. Para chegar a esse estágio, a essa "fronteira", é necessário antes trilhar um caminho. Por isso o 6 é associado ao estudo, à cultura, à iniciação dos mistérios maiores da vida. É quando apenas a matéria não é mais suficiente com suas respostas, daí se parte para a busca de respostas maiores e mais abrangentes. Em termos humanos, o 6 está ligado aos sentimentos, ao interior, às emoções.

O planeta Saturno é um dos mais estudados e o menos "compreendido" do nosso Sistema Solar. Ele não é um corpo sólido, mas composto por gases e gelo. É o sexto planeta à partir do Sol, ou o terceiro, à partir de Netuno (considerado o último do nosso Sistema). Em Astrologia, Saturno é o astro que representa a nossa responsabilidade, os nossos deveres, a nossa consicência. Ele é como um Mestre áustero e exigente, mas que só o é assim porque quer que seus asceclas se tornem pessoas cada vez melhores. Ele simboliza o fim, a morte, a deterioração, pois somente com o fim de algo, outro algo se inicia. É a Roda de Samsara, a Reencarnação, é o "levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima".

O Orixá Obaluayê é "Rei da Terra", o senhor do Carma e da Reencarnação. Seu elemento é a terra, portanto sua energia é a telúrica. A terra é o seu campo-santo, é o seu reino de atuação, por isso é associado aos cemitérios, onde os depojos que não mais servem serão decantados e transformados. Obaluayê é também o Senhor da Peste e da Doença, por isso é incompreendido e temido, pois temos o péssimo hábito de enxergar apenas a parte negativa das coisas. As doenças nada mais são que um aviso de que algo não vai bem conosco, e se Obaluayê é associado à consciência humana, significa que ele trás o aviso de que estamos agindo de forma muito errada, e a doença vem como a purificação, o freio, a retonada da consciência de nossos conceitos e atos. Quantos não se tornam pessoas melhores depois de sobreviver a uma grave doença?

Ele também é o Orixá da Saúde e da Cura, pois se tem o poder de trazer a doença, ele pode também retirá-la. Nesse processo, já houve a decantação das más energias, reestruturando o equilíbrio mento-emocional que originou a doença.

2013 é regido por Obaluayê, exatamente por ser um ano que nos chama - ou clama - à transformação, à evolução, quando devemos transceder os níveis e emergir vibratoriamente. Jamais, em qualquer época da Humanidade, houve tanta verdade e informação à disposição. Não vivemos mais a Era da escuridão e ignorância. Hoje se é ignorante (a respeito das condições básicas da vida) apenas quem quer. E neste ano isso será muito cobrado, pois acabaram-se os tempos das desculpas. É a hora limite do se assumir perante a Vida e o Cosmo, sem medo ou vergonha; assumir os erros, assumindo a responsabilidade por nossos atos e pensamentos (que são as "pré-ações" que levam ao erro ou acerto). Desta forma, tornando-se o autor de sua própria existência, toma-se a condução da mesma. Se errou, volte a lição e concerte. Se acertou, passe para o estágio seguinte.

A Serpente, na concepção oriental, é o símbolo da sapiência, da saúde, da regeneração e da imortalidade. É a representação de diversas Deidades, como o Orixá Oxumaré (Senhor dos caminhos do meio), o egípcio Áton ( a contraparte do Deus-Sol Rá, que significa "aquele que termina ou aperfeiçoa"), São Bartolomeu (representa a transmutação) e por aí vai. Na China, a Serpente é um símbolo de boa sorte.

Coinscidência ou não, o número 13 é considerado também de boa sorte e juntando isso ao animal da boa sorte, que é a Serpente, teremos um ano bom?

Segundo a Astrologia Chinesa, 2013 será um ano regido pela sabedoria, mas é necessário calma e prudência, que não deixam de ser qualidades dos sábios. Será um ano que exigirá muita reflexão, planejamento e busca por respostas. Porém, o Ano da Serpente apenas entrará em vigor à partir de 13 (!) de fevereiro, quando se inicia o ano novo no calendário chinês, que é baseado no calendário lunar, que é de 12 meses e 29 dias.

Por último, o Elemento Água, que é naturalmente um elemento que sugere limpeza e purificação. É um elemento sutil (se infiltra ou ultrapassa obstáculos, muitas vezes sem ser percebido); relacionado à psiquê (único elemento que pode ser utilizado como espelho); moldável às circunstâncias (pode se tornar gás, sólido ou líquido, ou tomar a forma do invólucro que o compreende); que trás a vida, mas também a morte. Está ligado ao nosso Eu Interior pela emoção, sentimento, sensibilidade, intuição. A Água está presente em todos os estágios da nossa vida, antes mesmo da fecundação, como no líquido que transporta o sémen ou no conduz até o últero. Está no ar e na terra. No Feng Shui, é o símbolo máximo da prosperidade. No cristianismo, é o símbolo do renascimento através do batismo. No Xamanismo, é usado nas técnicas de cura dos Aborígenes.

Nengajo - Cartão japonês para o Ano Novo
Junte todos esses elementos (6, Obaluayê, Saturno, Serpente e Água) e verá que todos direcionam para o mesmo lugar: transformação, mente e espírito.

E para evoluir é necessário transformar.

Feliz 2013 - o ano que deveremos mostrar se fizemos ou não direitinho o nosso dever de casa.


Um comentário:

camila disse...

ÒTIMO POST ^^

BEIJOS
MILA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...