24 de jun de 2016

Hoje, Dia de São João


Hoje é dia que se comemora São João Batista, que aqui no Brasil é meio que reduzido a festividades que mais parecem, hoje, um Carnaval fora de época.

Não percebo uma grande devoção a este que foi o último dos Profetas de Israel, o "Segundo Cara no Comando", o precursor e anunciador do Messias da Era de Peixes (Jesus, o Espírito mais perfeito que encarnou na Terra) e reencarnação do Profeta Elias (isso é dito pelo próprio Jesus no Novo Testamento)... quando mencionamos São João Batista, apenas nos lembramos das festividades de raízes pagãs muito antigas, a que conhecemos por Festa Joanina ou mesmo por Festa de São João.

O princípio, meio e fim da história de João Batista está completa na Bíblia, que é relatada pelos quatro Evangelistas. Filho de Santa Isabel e Zacarias, concebido por eles em uma idade que à época se considerava imprópria para gerar filhos, sua concepção foi anunciada também por Arcanjo Gabriel, o mesmo que anunciou a vinda de Jesus para sua mãe, Maria de Nazaré.

Assim como a juventude de Jesus, a de João também é uma icógnita, pois sua história é contada de sua concepção e somente a partir de sua fase adulta, quando começa a fazer pregações no deserto e a batizar nas águas do Rio Jordão.

Um verdadeiro asceta, João Batista vivia apenas do extremo necessário para a manutenção de seu corpo físico, vestindo-se de pele rústica e alimentando-se de insetos e mel silvestre. Homem tenaz, em suas pregações não poupava sequer o rei Herodes Antipas, que, apesar disso, nutria certa simpatia pelo profeta, mas acabou cedendo aos caprichos de sua enteada, orientada por sua mãe perversa, que pediu a cabeça de João como presente.

João batizou Jesus nas águas do Jordão, assim como fazia com todos, embora tenha se recusado ao princípio, sabendo que o Mestre era o Messias prometido das Profecias. Após o batismo, Jesus começou publicamente a sua Missão entre os povos de Israel.


A história de São João Batista é das mais fascinantes da Bíblia, em especial do Novo Testamento. Um Espírito de grande envergadura que desceu à Terra para construir o caminho que levaria até Jesus, e que cumpriu com perfeição a sua Missão, inclusive resgatando pesadíssimo débito que adquirira enquanto encarnado como Elias, que ordenou a decapitação de 450 sacerdotes de Baal.

Seu carisma e sua superioridade levaram muitos a pensar que era ele o Messias esperado pelos judeus, e que João negava categoricamente, sabendo muito bem quem ele era e qual o seu papel na História.

Astrologicamente, João representa o encerramento de um ciclo, a Era de Áries (contando-se em sentido ascendente), que anuncia o Cordeiro de Deus (também uma representação de Áries) que será transmutado para o Avatar da Era de Peixes, que se iniciava. Peixes tem por elemento a Água, e somente após o batismo pela água que o Cordeiro se torna o Cristo, o Ungido, o Messias da Era de Peixes. Para entender sobre Era Zodiacais, leia este pequeno texto aqui.


A devoção a São João Batista não está restrita apenas à Religião Católica. Ele é citado e até personificado em diversas outras religiões, da Maçonaria à Umbanda. Prova mais do que contundente da grandeza desse Espírito. Na Wikipédia, há um artigo muito bom e abrangente sobre a história do último Profeta de Israel.

São João Batista na Umbanda é sincretizado com uma das vibrações Orixá Xangô, sendo o Patrono da Linha do Oriente, trabalhando especialmente com Cura.



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...