15 de dez de 2013

Conto de Natal - Três Cantos - Parte 03



Parte 3 – Sagrada Família

Desde que viu a “aparição” de Miriam saindo do mar como fosse uma perfeita  Iara, que Joshua parou de se mostrar aborrecido e começou a enxergar a beleza do lugar onde ele, privilegiado, passou a morar há cerca de um ano.



Embora não tenha voltado a encontrar com a garota no Praião, não se desanimou em pensar nela. E esperançou encontrá-la pelos lugares em que andava na pequena Barra de São João: pela Prainha, Beira-Rio, Praça As Primaveras e até sobre a ponte que ligava Aquarius à Barra, de onde se podia avistar a Ponte Caída e a Capela São João Batista, com o pequeno cemitério onde jaz o poeta Casimiro de Abreu.



Era início de dezembro. Os pais de Joshua não eram católicos praticantes, mas às vezes iam à missa. E  foi em uma desses domingos que eles obrigaram o filho a ir com eles. O garoto foi emburrado, sob protestos, mas foi. E permaneceu emburrado pelo tempo que durou a missa até aos recados finais, quando ele mal acreditou em seus olhos.



O padre convocava a todos para auxiliar na montagem da Árvore de Natal e do Presépio, que ficariam expostos na praça de frente à Igreja Sagrada Família, As Primaveras.  Os responsáveis pelos preparativos estavam ao lado do padre e um deles era Miriam com seu sorriso luminoso.



Joshua, de repente, achou que passar toda a tarde de domingo montando presépio debaixo de um sol escaldante era o melhor programa do mundo! 

Continua...

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...