20 de mar de 2016

Domingo de Ramos e Semana Santa


Hoje é dado o início à Semana Santa, o domingo que precede a Páscoa, chamado de Domingo de Ramos.

Domingo de Ramos é uma festa móvel atrelada à Páscoa, sempre ocorrendo uma semana antes dessa. Simboliza a entrada solene de Jesus Cristo em Jerusalém, fazendo cumprir a profecia de Zacarias: 

“Dizei à filha de Sião: eis que o teu rei vem a ti, manso e montado sobre um jumento, num burrico, filho de jumenta” (Zacarias 9,9).

Jesus sempre deixou claro que seu Reino não era deste mundo, portanto nenhuma glória daqui lhe era importante, pois sabia que aqui tudo é ilusão efêmera. O Reino de Jesus é onde está o Pai, isto é, no Mundo Espiritual de altíssima vibratória, ainda inalcançável até para o maior que haja atualmente entre nós encarnados.

O jumento simboliza a humildade, aquele que suporta enormes cargas sobre as costas, e era o "meio de transporte" do povo naquela época. Assim Jesus também demonstra que está no mesmo patamar dos mais humildes, tomando para si toda a carga do mundo, como ficou entendido o seu sacrifício no madeiro.

Esse evento de entrada em Jerusalém se deu um pouco depois da "ressurreição" de Lázaro em Betânia, portanto a fama de Jesus, como sendo o Messias anunciado pelos profetas, se espalhou rapidamente pela região. Quando souberam de sua chegada à cidade dos patriarcas e dos grandes reis, a população estendeu suas vestes, como um tapete, e saldou Jesus com ramos retirados das palmeiras e oliveiras, muito abundantes na região.

O Domingo de Ramos representa essa passagem da vida de Jesus na Terra, em que ele findaria a sua missão no mundo, entregando-se à injustíssima condenação, deixando a maior e mais importante lição, o perdão a todos, pois aquele que erra não sabe o que está fazendo. A procissão que precede a Missa do Domingo de Ramos tem por objetivo reviver esse acontecimento, lembrando a cada fiel que o caminho terrestre é transitório, pois como Jesus, também não somos deste mundo, portanto não devemos nos deixar seduzir por suas ilusões. A Missa trás a narrativa de São Lucas sobre a Paixão de Cristo, que ocorrerá na sexta-feira posterior ao Domingo de Ramos.

Além de tudo isso, a Semana Santa nos remete à interiorização. Através de jejuns e orações, devemos fazer um balanço pessoal a respeito de nós mesmos e como conduzimos nossas vidas. Mais de dois mil anos se passaram e ainda estamos aprendendo as lições do Grande Mestre da Luz, Jesus Cristo, que viveu e morreu para nos ensinar a singela, porém grandiosa, lição de que só o Amor prevalece, constrói e salva.

Não perca o precioso momento com preocupações levianas e mundanas, como o peixe da refeição da Sexta-feira Santa e os pagânicos ovos de Páscoa. A Semana Santa é um momento de reflexão, de conduzir ao madeiro tudo aquilo que nos causa dor e nos afasta do Pai. O mundo é transitório, mas nós somos eternos.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...