22 de mar de 2016

Zentangle Art


Ficar a mais de dez anos afastada do desenho e da pintura, e ainda por cima ter permanecido mais tempo com a mente engessada em um único estilo, o Mangá, me trouxe alguns prejuízos, me tornando obsoleta não apenas em relação à gama de materiais existentes, mas, principalmente, em relação às várias técnicas existentes e estilos desenvolvidos ao longo do tempo, em especial pós-computadores. Zentangle, Pixel Art, Doodle, Vector Art, Fractal Art são alguns desses novos estilos (ou estilos revisados).

Muito parecido com o Doodle Art (já fiz uma postagem desse também), o Zentangle é um estilo de preenchimento com padronagens, algo que muito se parece com estamparia, que também me lembra ao patchwork, as tradicionais e antigas colchas de retalhos feitas por nossas mães e avós. 

Oficialmente, o Zentangle foi desenvolvido por Maria Thomas e Rick Roberts, durante o processo de ilustração para um dos trabalhos de Rick. Maria conta a sensação de liberdade e bem-estar enquanto executava o trabalho, comparando isso a uma Meditação Zen, daí o 'zen' incorporado ao nome.

No site WikiHow, está o passo a passo da confecção de um desenho em estilo Zentangle. Mas atente para o detalhe de que ali se ensina o basicão, não devendo se limitar ao que é pré-determinado como técnica. A Arte não pode ter bordas delimitadoras. Você tanto poderá ficar apenas no Zentangle quanto partir para derivados mesclados a outros estilos. Nesse caso, a sua arte será chamada de ZIA, sigla que significa Zentangle Inspired Art, ou Art inspirada no Zentangle, que falarei um pouco mais abaixo.




A Teoria do Zentangle

Como as pessoas têm dificuldade de conceber algo sem exigir o "quem, quando, onde, como e porquê", foi desenvolvida, pelo site oficial do Zentangle, uma teoria sobre o estilo artístico, concebendo-o como algo muito além do desenho, quase uma Filosofia. Extraído do blog Tangle Brasil, eis os 15 itens relacionados à arte que nasceu da espontaneidade:
1- Tudo é possível com um passo de cada vez - A primeira vista um Zentangle pode parecer complicado e intrincado. Mas, quando você descobre como ele é feito, percebe como é simples e divertido.

2-Passo Consciente - Em um Zentangle você desenha cada passo de forma consciente e deliberada. Estamos sempre dando passos em nossas vidas (sejam eles pensamentos, palavras ou atos), com a inspiração do Zentangle, cada passo passa ser mais consciente e você entende como passos aparentemente pequenos e insignificantes do nosso dia a dia, contribuem para o desenho das nossas vidas.

3-Atenção Deliberada - O ato de riscar um papel com uma caneta prende a sua atenção de uma maneira similar a uma meditação. A medida que os riscos são feitos, seus olhos seguem o movimento e a sua atenção muda para um estado que permite pensamentos frescos, novas perspectivas e insights criativos que impelem a ansiedade e o esforço.

4-Sem borracha - Não existe borracha na vida, da mesma forma que não existe borracha no Zentangle. Mas, você descobre que mesmo que você cometa um erro, você pode transforma-lo em um novo padrão e seguir para novas direções.

5-Resultado desconhecido - Diferente da arte e a maioria das atividades, no Zentangle você inicia intencionalmente sem saber como ficará o seu trabalho. O Zentangle eleva o Brainstorming a um outro nível, onde você não planeja um resultado. Este método permite e inspira os participantes a construir e expandir em cada nova idéia de forma livre e irrestrita de preconceitos limitantes.
6-Fractal - Zentangle mimetiza a natureza universal do fractal. Cada passo (Stroke) cria um enredo (Tangle). Enredos ou padrões são aninhados dentro de um cordão (String- linha que delimita a área em que os padrões são desenhados). Os ladrilhos (Tiles - papel onde é desenhado o Zentangle) podem ser agrupados em mosaicos formando outros padrões ainda maiores.

7-Problema - Sem respostas certas, o Zentangle oferece tanto liberdade quanto desafio. Diferente de quebra-cabeças, palavras cruzadas e Sudoku, não existem respostas certas no Zentangle. É impossível falhar ao criar um Zentangle. No início esta liberdade pode ser um pouco enervante, mas logo torna-se em uma experiência enriquecedora quando você descobre que pode criar "soluções" sem fim.
 
 8-Abstrato- Você sempre tem sucesso quando cria um Zentangle porque você sempre cria um padrão. Um Zentangle não tem direção, em cima ou em baixo e nunca é uma ilustração de algo, assim você não tem preocupação se você consegue desenhar uma mão ou um pato.

9-Formato confortável - Um ladrilho de Zentangle (Tile) é um quadrado que mede 3,5 x 3,5 polegadas (aprox. 9x9 cm), desenvolvido para ser completado em uma sentada. Você pode terminar um em 15 minutos, gerando uma sensação de realização imediata.

10-Forma de arte meditativa - A linguagem não verbal do Zentangle e suas proporções podem abrir portas para insights que pareciam estar trancadas anteriormente. Zentangle abre estas portas, não porque elas estavam trancadas, mas porque elas estavam oscilando em dobradiças não verbais. Ao criar um zentangle você entra em um estado meditativo em que insights intuitivos fluem livremente. Tenha ideias, obtenha respostas e inspire-se livre de expectativas e preocupações.

11-Portátil - Um Zentangle é pequeno suficiente para caber no seu bolso ou bolsa. Você sempre pode ter tudo o que você precisa por perto. Os ladrilhos são duros o bastante para serem segurados pela sua mão enquanto você desenha.

12-Use ambas as mãos- Zentangle é tão único e simples que você pode criá-lo com as duas mãos. Muitos estudos mostram que isso ativa circuitos cerebrais diferentes, aumentando a criatividade e a sua habilidade em resolver problemas.

13-Materiais de alta qualidade - Por respeito a você e a sua arte, sempre use os melhores materiais e instrumentos que você possa pagar. Com isso em mente, escolhemos papéis finos para impressão texturizados e com qualidade de museu; canetas Sakura (Arquival Pigma Micron Pens), a única caneta do seu tipo que usa pigmento com ph neutro e que não desbota ou mancha e apontadores de lápis feitos de magnésio.

14-Lindos resultados - Zentangles são bonitos e inspiram auto confiança e criatividade, podendo ser revisitados e recapitulados sempre que você quiser. São como sonhos que não desbotam e continuam a instruir e inspirar por semanas ou anos.

15 - Cerimonial - Como a cerimônia japonesa do chá, quando você cria um Zentangle você também cria um ambiente pessoal. Você pode usá-lo como uma ferramenta para melhorar seu foco e a sua atenção.

Fonte: http://tanglebrasil.blogspot.com.br/




ZIA - Zentangle Inspired Art

Nem toda ilustração que parece ser Zentangle, é. Essa arte segue um padrão para sua confecção, que você pode conferir no site WikiHow, que ensina o passo a passo da técnica. E por serem desenhos padronizados, são imagens abstratas, isto é, não são figuras definidas como um coração, uma flor, uma estrela, por exemplo.

Às artes que parecem ser Zentangle, mas não são, recebem outra denominação: ZIA, que é a sigla em inglês de Arte Inspirada em Zentangle. E, desconfio, que ZIA é a preferida dos rabiscadores de plantão - com certeza será a minha também, rs. 

Como mencionei antes e você pode perceber nos desenhos que ilustram a postagem, o Zentangle não fica restrito à técnica básica, podendo, inclusive, ser incorporado a diversos tipos e estilos de ilustração. É claro que deve-se aprender com o básico, mas depois somente você próprio delimitará como e de que forma usará a arte.

E o melhor e mais importante de tudo: não é preciso ter predisposição para o desenho. Essa conversa de "dom" e "talento" já caiu por terra há muuuito tempo. Desenho é técnica, e técnica exige treinamento. A predisposição fica a cargo do gostar e querer fazer, afinal o desenho (ou rabiscos) foi a nossa primeira forma de comunicação visual.

Portanto, se você gostou da ideia, simplesmente pegue agora uma folha de papel limpa e um lápis. Para os mais audaciosos, pode ir diretamente na caneta. Faça os seus primeiros padrões. Para não se sentir tímido, caso não tenha muita intimidade com o ato de desenhar, comece com padrões simples como pontos, bolinhas, riscos, traços de variadas gramaturas, e vai juntando um ao outro como fosse mesmo costurando uma colcha de retalho. No futuro você poderá inovar o seu trabalho incorporando esses padrões aos desenhos de formas objetivas, como de pessoas, animais, plantas e o que mais vier à sua cabeça.

Lembre-se que o único limitador na arte de desenhar é você (nós) mesmo. 


A Arte é tão livre que pode ser acrescentada a qualquer objeto, em qualquer superfície, como poderá conferir nas imagens aqui abaixo:


Pedras de rio
Placa de MDF

Feito com miçangas, unindo tanto a técnica de mosaico quanto o zentangle.

 

Na imagem abaixo, o tradicional Zentangle, com seus padrões de figuras abstratas.
E aqui um ZIA


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...