Não à vivissecção!

Não à vivissecção!
Abolição Animal JÁ!

Energia Vital

28/09/2012

Arquivo-resenha - Extraneus Medieval Sci-Fi

A antologia Extraneus 1 Medieval Sci-Fi, foi a minha primeira - e até então, única :P - participação num livro editado "tradicionalmente" por uma editora. Publicado em 2010 pela Editora Estronho, de M. D. Amado, o meu conto "Demônio das Estrelas" foi um dos selecionados. Como naquela época ainda estava com problemas de identidade (rs), publiquei sob o pseudônimo REBIS KRAMRISCH. Sob esse pseudônimo, publiquei igualmente nas antologias independentes Beijos & Névoas e Beijos & Sangue, pelo selo Amor & Livros da escritora Jossi Borges.

Este livro, que foi realmente muito bom com uma temática nada convencional, foi resenhado por alguns blogueiros. Nem todas as resenhas fazem referência ao meu conto, mas as que fazem, transcrevo para cá apenas a parte que nos interessa, claro XD

Demônio das Estrelas – Rebis Kramrisch
Marlon é um garoto de 17 anos, albino, que vive na Comuna de Entremontes. Os aldeões estão preocupados com os rumores de que o Império Vermelho finalmente caminha naquela direção. Será que estão atrás do Ídolo de Metal? Ou a procura do Salvador? Não sabem que Marlon, que é dado como amaldiçoado por causa de sua aparência é a resposta para essas perguntas.
Uma coisa que me conquistou nesse conto, além da narrativa cativante, foi o uso de FC Japonesa: os mechas. O conto é muito interessante e envolve também aspectos de bruxaria.
Esta resenha foi uma feliz surpresa, escrita e publicada em 25 de agosto deste ano! Fiquei muito contente com a impressão que a Pricilla Rúbia, do blog Leitor Cabuloso, teve do meu conto ^^ Para ler a resenha completa, em que ela opina sobre os demais contos, clique no título do blog dela.
Entramos no conto Demônio das Estrelas, uma mistura de religião antiga, magia, profecia, tecnologia high-tech e ufologia. Um jovem diferente e excluído é aparentemente a salvação de um vilarejo. Aparentemente. Simples, mas sem deixar a desejar.
Este é um resumo publicado no blog Leitora Viciada, em 20/11/2011.
Apostando na diversão e oportunidades oferecidas pelos temas e atingindo resultados muito interessantes estão Simone O. Marques, com Punição; Gianpaolo Celi, em A Peregrina; Gadiego Silvestrini, com A Sepultura do Juízo Final; e Rebis Kramrisch, em Demônio das Estrelas. Cada qual com seu estilo e abordagem, facilmente conquistam o interesse do leitor.
Resenha por Júnior Cazeri, do Blog Café de Ontem, em 10/07/2011, no Skoob.
DEMÔNIO DAS ESTRELAS (Rebis Kramrisch) - O conto nos transporta para um mundo medieval, com pitadas da FC japonesa e outras tantas pitadas de FC brasileira. Seu estilo único dá contornos de um mangá (que ela desenha tão bem) coloridíssimo ao enredo de aventura e guerra de seu conto. Um jovem de dezessete anos, Marlon, torna-se mais que um herói na comunidade de Entremontes, no Mundo Arcaico, e cumpre a profecia ao pilotar o Demônio das Estrelas - um robô gigante deixado lá há centenas de anos. Muito bom!
Publicado no Skoob, em 28/02/2011, pela escritora Jossi Borges, sendo a primeira resenha do livro no site.
 (...)apresentam-se e representam muito bem essa nova geração de autores e autoras que começa a nos fascinar com competência e encanto. Entre eles se destacam Larissa Caruso, Claudia Zippin Ferri, Davi M. Gonzales, Rebis Kramrisch e Leonardo Pezzella.
Publicada em 16/03/2011 por Will, no Blog Arena Fantástica.
Demônio das Estrelas (Rebis Kramrisch): um jovem é escolhido para salvar seu povo de uma nação inimiga usando um robô gigante como arma. Não é brilhante, mas consegue prender a atenção.
Publicada em 10/02/2011, por Daniel Borba, no Blog Além das Estrelas. 
 Bem, essas resenhas foram as que encontrei falando do meu trabalho. Outras tantas foram escritas, mas como nada referente foi dito, simplesmente descartei a opinião - óbvio, já que a opinião geral não interessa >:D





0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Selinho!

Selinho!
Presente do Blog Beijos Adolescentes

Selinho

Selinho
Primeiro Selinho do Patriciado \o/