10 de jul de 2016

Resenha de Livro - Garota Exemplar, de Gillian Flynn

Sinopse:
 
Uma das mais aclamadas escritoras de suspense da atualidade, Gillian Flynn apresenta um relato perturbador sobre um casamento em crise. Com 4 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo – o maior sucesso editorial do ano, atrás apenas da Trilogia Cinquenta Tons de Cinza –, "Garota Exemplar" alia humor perspicaz a uma narrativa eletrizante. O resultado é uma atmosfera de dúvidas que faz o leitor mudar de opinião a cada capítulo. Na manhã de seu quinto aniversário de casamento, Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa às margens do Rio Mississippi. Aparentemente trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia e pela opinião pública – e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy –, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados. Sim, ele parece estranhamente evasivo, e sem dúvida amargo, mas seria um assassino? Com sua irmã gêmea Margo a seu lado, Nick afirma inocência. O problema é: se não foi Nick, onde está Amy? E por que todas as pistas apontam para ele?

Informações Técnicas:
 
Título Garota Exemplar
ISBN 9788580572902
Páginas 448
Editora Intrinseca
Ano 2013
Assunto Literatura Estrangeira -Romances


Meu Achismo:

Este foi o primeiro livro selecionado para a leitura do mês (abril) do grupo de leituras do qual participo, e fiquei imensamente feliz de não ter gasto um centavo com ele, encontrando para baixar em PDF, sem o mínimo peso na consciência de possivelmente estar contribuindo com produto pirata... best-sellers tem mesmo que ser disponibilizados gratuitamente na internet, e livros ruins merecem ser pirateados!

Ruim, a que me refiro, é por sua baixa qualidade moral. O livro é bem escrito, a trama bem desenvolvida, como o é qualquer novela que está ali só para vender produto. E é isso que Garota Exemplar é: apenas mais um livro-produto, um pré-roteiro para mais um filmeco hollywoodiano.

A trama é bem elaborada do ponto em que você não consegue matar a charada logo de início e nem pelo meio do livro. Leva-se muito tempo para isso. É bem amarrado a narrativa do presente com a narrativa do passado através do diário de Amy. Aliás, tudo é construído através desse diário. E a apatia e falta de força de caráter do personagem Nick Dunne acaba por nos enganar, até que a própria Amy entra em cena "ao vivo", além do que é narrado de si em seu diário. 

Após ler metade do livro, que é dividido em 3 partes, já pode esquecer tudo, pois nada dali é verdadeiro para a trama.

Amy é irreal, no sentido literário. É realmente a garota perfeita, como qual não existe, mas perfeita de forma distorcida. Um gênio como poucos que houveram na humanidade. Não pude desassociar da antiga música do Raimundos, "complicada e perfeitinha"... trilha sonora perfeita para Amy.

Nick Dunne é perfeito também, só que um perfeito babaca e otário. A personalidade dele não parece ser bem desenvolvida pela autora, pois ele parece ser três personagens distintos: o apático e sonso marido suspeito de matar a esposa; o amante-quase-tarado cheio de testosterona como um adolescente; o cara safo e inteligente que saca qual é a da esposa, a ponto de saber como ela pensa.

Definitivamente, Garota Exemplar é um livro que não vale pagar para ler. Serve de entretenimento e nisso faz bem o papel. Bem escrito, te prende na leitura. Mas moralmente é nojento e desesperançoso como qualquer notícia sensacionalista de telejornal da tarde. 

O pior de tudo é o livro acabar sem qualquer resolução, ficando o mais do mesmo. 

Para quem gosta de thriller de suspense, com certa dose de baixo nível, e com uma trama que faz o autor parecer brilhante e inteligente aos seus leitores e críticos babões, sem dúvida é uma leitura imperdível. 

3 comentários:

camila disse...

Gostei da sua resenha Pat, bem sincera, adoro resenhas sinceras!
Nunca li nada da autora, cheguei a comprar um livro dela, nem lembro qual, mas esta intocado na estante. Não lerei por agora!

Beijos Mila
Daily of Books

Jossi Slavic Genius disse...

Oi, Pat!
Boa resenha, muito similar a que eu teria escrito se tivesse tido A SUA CORAGEM... quando comecei a ler o PDF, que eu IA converter em áudio (tempo pra ler mesmo, só livros técnicos ou de pesquisa, já não consigo tempo nem paciência para sentar e ler no papel...), vi que tudo era muito confuso, estrambótico, grotesco... como não gosto de livros em forma de diários, cartas, anotações, blablabla, parei. Depois, numa tarde qualquer, resolvi assistir o filme... CRUZES! Que amoral, que perversão, que nojoooo!!!

Você está coberta de razão por não ter gasto 1 centavo com esse lixo. Eu, sinceramente, fiquei com raiva dessa autora. Uma criatura que concebe tal personagem, é porque tem 'algo errado em si mesma'. Não que tais monstros, como a protagonista e tais idiotas, como o marido, não existam. Existem, a gente vê até piores nas notícias de crimes do cotidiano... Mas sinceramente. ESSA PERSONAGEM é uma das mais ESCROTAS já concebidas pela mente humana. E colocar pra fora, mesmo que numa ficção descartável como essa, é ter uma mente bastante suja...

Já existem maus exemplos o suficiente nas novelas da televisão, nas notícias que rodam as redes sociais, nas ruas, nas baladas, até nas escolas de hoje em dia! Pra que essas autoras bobocas precisam incentivar mais ainda?

Valeu por sua resenha, a minha opinião bate perfeitamente com a sua.

Bjooos
:)

Pat Kovacs disse...

Que bom que a resenha valeu de alguma coisa, desencorajando a curiosidade de ler um livro do tipo. Mas não li por escolha ou coragem, mas porque foi o escolhido pelo grupo de leitura que me inseriram, e aceitei porque não tenho nada mais emocionante para fazer, haha!
Acho um enorme desperdício de oportunidade que essas autoras fazem, de criar coisas boas e passar boas mensagens... mas, a mídia está aí para deturpar as mentes, não para elevar sentimentos.
Continuo aconselhando a não comprar tal literatura. Ler não é apenas um ato inocente, sem grande consequências. Tudo que entra na mente ganha vida.
Grata, meninas!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...