13 de jul de 2013

Lançamento - Hybrida, Asas Negras, de Pat Kovacs


Lançado ao público desde o dia 1 de julho, o livro Hybrida 1 Asas Negras está disponível para aquisição no site "tábua de salvação de escritores rejeitados" Clube de Autores.

Para quem já acompanha há muito tempo o nosso trabalho, conhece essa novela de Asas Negras... e não me refiro ao gênero literário que, talvez, se encaixe. Para quem só começou a nos acompanhar agora, então contarei mais uma vez e novamente essa conversa que já virou papo de velho - daquelas histórias que são repetidas 300 vezes.

Asas Negras foi pensada, pela primeira, em 1997, como uma história em quadrinhos no estilo mangá, influenciada por alguns mangás e animes que eu consumia na época. Então, AN foi roteirizada para ser uma HQ. As primeiras 30 páginas foram desenhadas, mas o meu desânimo não me permitiu ir além disso.

Engavetei o projeto.

Em 2009, me submeti a uma cirurgia e ganhei 15 dias de licença médica e mais um mês de molezinha no trabalho. Então, nesse período tedioso, deu um estalo e fui resgatar aquele caderninho velho e despencado com os rascunhos do arremedo de roteiro de HQ, para fazer uma experiência: escrever uma história totalmente minha, depois de ter passado 4 anos escrevendo fanfics de Harry Potter.

Não foi fácil... naaaada fácil. Na época, ainda usando o mesmo pseudônimo das fanfics, o Snake Eyes, escrevi e publiquei no site Fiction Press, que é uma filial do FF.net apenas para as publicações de história originais. Então, feliz da vida, eu ia escrevendo e publicando cada capítulo no site e tinha até um público cativo - pequenino, mas tinha! E, ainda naquela época, existia o Orkut, que foram seus áureos tempos, e através dele consegui maior divulgação e público para a leitura online de AN, que podia ser classificada como web-novela.

Estava tudo muito lindo, muito divertido, até que alguma criança que apreciava muito AN resolveu plagiar, copiando os capítulos e publicando no Nyah! Fanfictions como se fosse de autoria dela. Como estávamos relativamente famosos naquela época, uma leitora do Orkut me alertou para esse fato e tivemos que fazer o site retirar o texto do ar, banir o usuário e eu tive que remover todos os capítulos já postados no Fiction Press, deixando apenas o prólogo como degustação.

Essa "novela" durou 2 anos, até eu conseguir finalizar o livro.

Finalizado em 2011, enviei para o Escritório de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional e, uns 3 meses depois, obtive o registro de AN. Pronto para publicar? Quase.

Fiz algumas cópias no Clube de Autores para presentear algumas amigas no Natal de 2011. Depois disso, em 1º de março de 2012, juntei coragem e cara-de-pau e enviei o original para avaliação da Editora Rocco, que faz uma média com 'novos' autores e abre as suas portas para esse bando de pobres diabos (eu incluída, ok?). Ela faz mas não faz, é só para fazer parecer que é legalzinha, afinal ela é uma das maiores editoras do Brasil e não ficaria bem na fita ela virar, descaradamente, o nariz para nós pobres diabos. Mas acho que vender ilusões e esperanças vãs é pior...

Quando eu já estava certa de que AN tinha ido para o arquivo redondo da editora, eis que me chega um email da Rocco informando que o original tinha ido para a leitura de avaliação... isso foi em agosto de 2012.

Tá. Dei um crédito a eles, afinal eles me desmentiram em minha convicção de que a coisa tinha ido bonitinha para o lixo. No email, informavam que a avaliação levava um prazo médio de 180 dias. Já se passaram 330. Tudo bem, sou ruinzinha em matemática, mas sei que 180 é metade de 360 e, tecnicamente, o prazo deles está estourado... ?

Bem, cansei de esperar. Então, há uns 3 meses, vinha fazendo uma revisão bem cricri de AN, cortando cenas, melhorando diálogos, polindo os personagens... até que a coisa ficou pronta no final de junho. Dei os toques finais, tentei fazer uma diagramação jeitosinha e mandei tudo pro Clube de Autores em 1º de julho.

Agora Asas Negras está disponível para quem quiser encomendar o seu exemplar. Apesar do preço salgado de R$ 43, posso afirmar que não é um preço tão absurdo assim e nem tão destoante dos demais livros vendidos nas livrarias. O Clube é uma gráfica sob demanda, isso quer dizer que ela apenas imprime o livro se ele for encomendado antes, por isso o preço é salgadinho, mas pode ser parcelado em até 12 vezes no cartão de crédito.

Então é isso. Hybrida, Asas Negras, é o meu bebê fofo recém nascido, embora tenha sido o primeiro original que comecei a escrever. Foi um longo percurso para chegar até aqui, mas chegou, e AN é o meu mais novo legado para o mundo.

Está aí pronto, para quem quiser ;)

Para conhecer mais você pode acessar:

 






Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...