25 de jul de 2013

Resenha – Romances em Fragmentos, de Pat Kovacs

Romances em Fragmentos é uma coletânea de noveletas e contos da Série Snake Stories, que foram escritas no período de 2004 à 2006, totalizando cinco histórias: Teatro Mágico, Samhain - Dia das Almas, Redenção, Solstício – O Nascimento do Sol e Só Resta o Começo.
 
Teatro Mágico – Laurent Lavoisier é um Mago que cai em desgraça após assassinar o seu próprio Mentor, o revolucionário Grão-Mestre Dominique Hanon. Assim como vários outros bruxos, Lavoisier é um Yagi, um agente-duplo que trabalha infiltrado no Exército Negro, auxiliando na derrubada das Trevas que devoram o Mundo Magnífico.

Entretanto, o hediondo ato que cometeu fez dele um traidor aos olhos de quem não conhecia os planos de Hanon. Perdendo-se em Trevas, a única salvação de Lavoisier será Julienne Jouvin, que arriscará tudo para resgatar o bruxo que entregou a própria vida pela causa da Revolução, auxiliando o Resistência Autônoma.

Samhain, Dia das Almas – O dia 31 de outubro é uma data de suma importância para o Mundo Magnífico. É Samhain, o Dia das Almas, em que os Espíritos descem a Terra para reencontrar antigos afetos ou buscar o perdão dos desafetos, e partir em paz para o Mundo Espiritual.

Michael Collins e Maeve são dois bruxos irlandeses com um caso de amor-e-ódio não resolvido. Neste específico Samhain, o Mundo Magnífico comemora o primeiro ano do fim da guerra entre Luz e Trevas, embora muitos tenham morrido nos confrontos.

Maeve, destroçada por dentro, decide se afastar da ruidosa comemoração na Taverna de Green Man... o que ela não esperava era vivenciar uma revelação e uma despedida tão bela quanto triste.

Redenção – Este conto é um relato retrospectivo contado em 1ª pessoa pelos dois personagens, Romero Malakian e Juliette Willians, sobre quando ainda eram Aprendizes no Instituto de Magia e Alquimia Hermes Trismegistus.

Ambos viviam em mundos opostos, sendo que Romero era um jovem Soldado Escuro do Exército Negro de Anthrax, e Juliette apenas uma Desperta, condição desprezada por bruxos como Romero, que provém de famílias antigas na Magia.

Apesar de ambos viverem em lados opostos, algo começa a acontecer entre eles... mas a condição de Romero é um abismo instransponível para o amor.

Solstício, O Nascimento do Sol – Esse é o conto mais leve da coletânea, contendo até alguma cena de humor. É uma aventura paralela da fanfic Animago Mortis (que ainda será readaptada).

Jamila (homenagem a uma das gatas lá de casa, que morreu há uns 3 anos) é uma Desperta que tinha como bichinho de estimação um gato persa que era, na verdade, um bruxo amaldiçoado e transformado em animal, Nikolai.

Nesta aventura natalina, Jamila faz de tudo para manter a farsa de Nikolai, pois sua avó (uma Comum, assim como os pais da menina) está muito doente e quer a companhia do bichano. Embora Jamila tenha feito de tudo para dar um “sumiço” no gato, Nikolai foi mais astuto e conseguiu ir para a casa da garota, no Mundo Incônscio.

Muitos atritos acontecem entre Jamila e Nikolai, mas a noite de Natal reserva algo mágico para esses dois.

Só Resta o Começo – Quando tudo se acaba mas a vida prossegue, o que nos resta?

Apenas recomeçar...

Este conto mostra o fim da guerra entre Luz e Trevas, quando o Mago Negro Anthrax é morto por Thomas Dobbermann (personagem de Tempo Paralelo – e o sobrenome de raça canina é proposital, pois sempre achei que Potter lembrava Pointer, raça de cachorro :P).

Muitos morreram nessa guerra, sendo que alguns desapareceram sem deixar vestígio, como foi o caso do bruxo Ahriman Mainyu, deixando para trás pessoas que o amavam, como Ghillie Dhu.

Dividido em 5 atos, o conto mostra a busca de Ghillie por Ahriman, pois sequer sabe se ele está vivo ou não. Dois anos se passam e nenhuma notícia se tem do bruxo, fazendo com que a moça viva uma sub-existência dividida entre buscas e lembranças. 

Meu Achismo:

Há alguns contos bons do início ao fim, como Teatro Mágico e Redenção, e há os melodramáticos, com momentos muito chatos intercalados nas passagens.

Por serem remakes de fanfics, a impressão que se tem é que os personagens são os mesmos, embora os nomes diferenciem entre eles. De fato são, com a exceção dos contos Redenção e Solstício, sendo que Nikolai é um P.O. meu desde a versão fanfic.

Romances em Fragmentos não é um livro para ser lido de uma só vez, pois a sensação de repetição pode deixar a leitura muito chata. A temática é a mesma para todos: a busca por ser melhor, abandonando as trevas da ignorância e buscando a luz do autoconhecimento, com uma pitada de romantismo, pois só o amor é capaz de transformar Trevas em Luz. A mensagem é essa, isso pelo menos eu tenho certeza, rs. E é isso que justifica essa coisa esquisita de se readaptar fanfics, correndo o sério risco de eu ser tachada de plagiadora. Mas, acho, a mensagem vale a pena :)

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...