16 de jul de 2013

Resenha - Meu Guerreiro Escocês, de Márcia Pimentel

Nem só de Autoras estrangeiras vive o Chick Lit, Romances de Ficção destinado ao público feminino.

MEU GUERREIRO ESCOCÊS foi o primeiro Chick Lit escrito em 2009 por minha conterrânea, a carioca Márcia Pimentel. Hoje ela com com 18 Romances escritos e disponibilizados ao público para aquisição através do Clube de Autores.

No Romance, há uma pitada de sobrenatural, quando a protagonista, a desiludida Isabela, se transporta para além do tempo e espaço através de uma involuntária projeção astral, após adormecer impressionada pelo livro que emprestara da biblioteca.

Isabela se transporta para o mundo medieval da antiga Escócia, incorporando-se na pele da mimada e perversa Lady Mirian de Wilmington.

Lady Mirian é uma jovem inglesa da aristocracia, que tinha uma vida desregrada que causava muitos escândalos, desmoralizando o nome de sua família. O pai, cansado da vergonha, arranjou um casamento com um nobre escocês, uma forma de apagar o fogo no rabo da filha e deixá-la bem longe da orgulhosa sociedade inglesa, antes que a jovem arruinasse de vez a família.

Contrariada, Lady Mirian é entregue ao seu noivo e, só então, ela deixa transparecer sua personalidade que não era apenas frívola, mas também de uma perversidade que faz um inferno na vida de todos que entram em contato com ela, especialmente à de seu marido, Lorde Robert Willian MacKay, que já possuía uma história de sofrimento provinda de seu primeiro casamento fracassado.

Porém, um belo dia, Lady Mirian dorme e acorda completamente renovada, como se fosse outra pessoa - o que, de fato, é! Um belo dia, quando Isabela acorda, ela é Lady Mirian e deverá continuar a viver como ela por um tempo indeterminado.

Será que isso teria sido apenas sonho ou foi mesmo uma projeção astral? Ou, ainda mais interessante, teria sido Lady Mirian uma pretérita encarnação de Isabela, e a moça acabou vivenciando uma regressão à sua vida passada?

O fato é que Isabela se transportou para a Escócia do Séc. XV de uma forma misteriosa, e passou a viver como se ela própria fosse Lady Mirian, o que fez todos pensarem que a jovem ou estava muito doente ou estava planejando algo sórdido , afinal o seu comportamento mudou da água para o vinho. E, o que é pior (ou não!), Isabela acabou se apaixonando perdidamente por lorde Robert. 

Então, as lutas que travará serão árduas ao longo do Romance: fazer com que Robert aceite que Lady Mirian "mudou" e se apaixone por ela; evitar que o assassinato de Robert, como mencionado na biografia de Lady Mirian que Isabela emprestou da biblioteca, aconteça; e, principalmente, evitar a todo custo retornar à sua época atual e verdadeiro corpo.

Isabela se apaixonou de tal forma por sua "nova vida" e por Robert que prefere abandonar de vez sua época e existência atual do que perder o amor que descobriu em seu involuntário desdobramento astral.

2 comentários:

Marcia Pimentel disse...

Olá Pat,

Adorei a resenha!!!! Esse foi o meu primeiro livro, por isso é o meu xodó, rsrsss. Pensar que tudo começou porque li um livro que não gostei do final, e minhas filhas disseram para eu escrever um livro e colocar o final que eu queria. E foi isso o que eu fiz, rsrsss. Eu amei escrever o Meu Guerreiro Escocês. Eu sinto que a cada livro eu estou amadurecendo e aprendendo a melhorar a minha escrita. Agradeço a todos pelo incentivo e pelo carinho que até agora todos me deram. Um agradecimento especial para você, Pat.

Beijos.

Marcia Pimentel

Clau disse...

Olá Pat :)
Gostei muito da resenha.
Já li esse livro,e posso afirmar que prendeu minha atenção do primeiro ao último capítulo.
Vale a pena ler esse romance!
Bjs!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...