9 de jul de 2013

Resenha - Protetores, de Duda Falcão

Protetores é o primeiro romance de Duda Falcão, que já publicou diversos contos em várias antologias e a web-novela Hylana nas Terras de Lhu, que pode ser downloadada aqui.

O livro Protetores conta as aventuras de um grupo organizado pelo misterioso Antonio Vilemum, tendo por missão caçar e destruir criaturas das Trevas, que vão desde vampiros, passando por capetinhas e indo até magos negros! O grupo é formado por pessoas que possuem algum dom especial, variado entre eles, e são reunidas no intuito de criar o grupo para lutar contra as ameaças invisíveis de criaturas trevosas, destruindo esses seres perversos e protegendo as pessoas comuns que sequer imaginam que tais coisas existem além do mundo imaginários.

Jango, Mirah, Ordep, Wells, Jhava, Astrid, Rufus e o pequeno demônio Gargul formam o peculiar grupo de Protetores, regidos sob a batuta de Antonio Vilemum, um sujeito obscuro e inconfiável, auxiliado pela velha índia Fátima, uma vidente que prevê o futuro através dos sonhos, com a capacidade de contatar astralmente a quem ela quiser.

Meu Achismo:

O Romance é contado através de capítulos que são aventuras fechadas em si, lembrando muito a um seriado de TV. Esse tipo de narrativa é uma novidade na Literatura, pois os atuais Escritores têm diversas outras influências em sua bagagem do que os antigos, que apenas possuiam a Literatura propriamente dita, quando muito o Teatro também. E, ao que me parece, Duda Falcão se inspirou nas partidas de RPG que jogou com os amigos, que são devidamente homenageados em sua obra (que inveeejaaa!!!). O texto é ágil, dinâmico, embora eu sinta falta de mais introspecção e passagens mais lentas, que ajudem a conhecer melhor os personagens (sorry, eu sou devagar, é uma das minhas deficiências).

Duda Falcão liberou a sua criatividade ao inserir criaturas e situações sem medo de ser feliz. Até a Deusa Gaia se faz presente em um dos capítulos-episódios de Protetores! Mas não apenas de aventuras e horror vivem os Protetores. Uma das criatividades do Autor foi inserir uma espécie de pausa entre uma aventura e outra, em que aproveitou para contar em off um pouco da vida de cada personagem de forma isolada.

Apesar dos personagens típicos do RPG clássico e de alguns cenários desagradáveis (não gostei de ter que descer ao esgoto junto com os personagens no capítulo "O Amuleto do Barão Moreau" - fiquei nauseada, sério >.< ), Protetores é um livro mais divertido do que aterrorizante, e algumas vezes você se pega ansioso por saber qual a próxima aventura que os heróis enfrentarão, tal qual uma boa série televisiva =)


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...