11 de jul de 2013

Resenha - Joshua, de Oscar Mendes Filho

JOSHUA é o nome do protagonista e a história do livro é sobre os vampiros clássicos, daqueles em que o glamour atual passa longe, e essas criaturas das trevas são o que são, verdadeiramente: predadores de humanos.

O protagonista é um Caçador de vampiros que se desperta ao presenciar, pela primeira vez, um ataque dessa criatura. Algo dentro de Joshua inflamou e se acendeu, fazendo com que ele destruísseis o vampiro de forma quase instintiva. Antes disso, o rapaz vivia um longo período de inferno astral: desempregado, abandonado pela família e amigos, fazendo bicos degradantes para sobreviver. Joshua estava mergulhado em suas próprias trevas, sem encontrar uma razão que justificasse e desse sentido à sua vida nula. Ironicamente, o Caçador que jazia nele lhe trouxe força e vigor, preenchendo seus dias e lhe dando novas perspectivas.

A princípio, Joshua caçava apenas para se sentir útil, acreditando que assim salvava vidas, livrando o mundo de terríveis vampiros. Mas o útil se uniu ao agradável quando ele é contatado e contratado por uma organização secreta e secular denominada P.O.L.: Pessum ire of Lamia, que cuida de eliminar a ameaça vampírica em todo o mundo há muitos séculos.

Isso, para Joshua, foi a sorte grande! Além de ter o trabalho facilitado pela P.O.L., o rapaz começou a ganhar muito dinheiro exercendo a sua função de Caçador, de forma muito eficiente e profissional, que faz dele o melhor de toda a organização... e também alvo dos vampiros-mestres!

Meu Achismo:

Oscar Mendes Filho tem uma narrativa muito boa, que flui nos textos, prendendo a atenção e sem entediar o leitor.

O Autor foca bastante no mundo subjetivo de Joshua, dando a ele humanidade e um ponto de identificação do leitor com o personagem. Oscar Mendes aproveita para levantar algumas questões existenciais que, certamente, a maioria de nós possui, e deixa registrado o seu ponto de vista acerca do mundo em que vivemos. E essa qualidade no texto me surpreendeu, uma vez que dificilmente vemos nos livros atuais uma preocupação maior em mostrar o lado humano da história, ao invés de apenas fatos e ações. E falo isso de publicações gerais, ao menos as que já li, incluindo best-sellers vendidos em Americanas da vida.

Há, porém, alguns chiliques desnecessários do personagem, dando demasiada carga dramática à cena, mas nada comprometedor, pois se compensa com a frieza e calculismo nas ações dele.

E Oscar poderia ter deixado a bela Hanna viva... aquela morte dela foi traiçoeira! Mas, também, inesperada, logo não-clichê.

Joshua é um livro de Ficção Fantástica de Terror, publicado de forma independente pelo Clube de Autores, e que pode ser adquirido neste link. Se você está cansado desses vampiros gostosões e bonzinhos, saudoso das velhas e boas bestas infernais que essas criaturas são de fato, eis uma ótima sugestão de aquisição e leitura =) 

E visite o blog do Autor, Prisioneiro da Eternidade.

Um comentário:

Oscar Mendes Filho disse...

Olá Pat.
Fico feliz que tenha apreciado o livro, principalmente por você ter captado todos os detalhes que nele quis imprimir.
E quanto ao desfecho da Hanna, eu já imaginava que ele não agradaria muitos leitores, mas ela mereceu.
Um abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...