30 de out de 2012

Saúde do Espírito - A somatização no uso das drogas


Sabe-se pela Medicina Integrativa, Holística, que as doenças são meras somatizações dos reais problemas que jazem em nosso cerne, doenças criadas a partir do nosso desequilíbrio espiritual. Quando os sintomas atingem o Soma - o corpo físico, carnal - pode-se dizer que essas doenças chegaram ao estágio terminal. Como falado na postagem sobre a autocura através do Reiki, a doença iniciada no corpo espiritual (astral), criada no nosso campo mento-emocional, se não sanada em sua raíz, tende a se "infiltrar" nos corpos etérico e físico, "atravessando" planos dimensionais e aflorando no plano físico, em nosso corpo. Portanto, tratar apenas os sintomas aparentes no corpo físico não sana o seu mal inicial, como acontece com a medicina alopática, que além de tratar a pessoa como um mero órgão doente, esta medicina tende a ser mantenedora das doenças, jamais encontrando a cura definitiva. O que ela faz é apenas uma poda na erva daninha.

Na questão do uso das drogas, temos aí um revertério. A doença mento-emocional leva a pessoa a recorrer ao uso das drogas e as drogas devolvem a elas a intensificação dessa doença, trazendo desordens no corpo etérico - o corpo de matéria sutil, semimaterial, intermediário entre os corpos físico e astral, que também é aniquilada com a morte do veículo físico. Essas desordens atingem primeiramente os chakras, que são os órgãos do corpo etérico responsáveis pela "transmissão de dados" entre os corpos físico e astral e também catalizadores e distribuidores de Energia Vital para o corpo físico. Formando matéria bioplasmática deletéria que se grudam aos chakras, dificultando e até suspendendo o seu funcionamento, obstruíndo os canais de transmissão entre eles, chamados Nadis. Sem o adequado funcionamento dos chakras para manter saudável o corpo etérico, há a perda gradativa de Energia Vital, ocorrendo "rasgos" nesse que funciona como verdadeiro escudo de proteção e defesa entre os corpos físico e astral. O resultado disso, nos viciados em drogas, é que eles ficam extremamente vulneráveis às "visões" e "contatos" com o plano astral de baixa vibratória, daí eles terem "alucinações" muitas vezes bizarras e mesmo macabras. Com o total desarranjo do corpo etérico, as influências perniciosas presentes no nosso plano terrestre - seja no astral ou físico - acaba por agravar ainda mais aquela doença presente no corpo mento-emocional da pessoa, e esta responde com intensidade mais agravada ainda, somatizando doenças terríveis no corpo físico.


Não é preciso entender nada dessas coisas para poder ver com nossos sentidos básicos o quanto as drogas são altamente destrutivas. A seguir está a transliteração de um texto em inglês, extraído do site
Planet Oddity, em que mostra fotos de "antes" e "depois" dos efeitos devastadores das drogas sobre os viciados. Note não apenas as erupções na pele, que são em 100% desses casos mostrados, mas note, principalmente, a desorganização das expressões e olhos dessas pessoas.
Continue lendo a postagem no Blog Matéria Astral, onde publiquei originalmente este texto. 
Para complementar, leia o texto "As emoções originando doenças", também no mesmo blog.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...