10 de out de 2012

Ballet - O Lago dos Cisnes

O Sábado passado (06 de outubro) foi de muita emoção, de verdade.

E uma emoção foi assistir ao ballet clássico "O Lago dos Cisnes", no Teatro Carlos Gomes, em sua segunda apresentação na casa nesta temporada no Rio de Janeiro.

Sempre achei a Dança uma arte linda, especialmente o ballet, que foi um dos meus sonhos de criança, inclusive de querer "sair de bailarina" no Carnaval, rs (que também não se concretizou).

A peça, por assim dizer, é uma obra do compositor russo Pyotr Ilyich Tchaikovsky (1840 - 1893), e conta uma bela história de Fantasia, daquelas bem clássicas, com princesas encantadas, príncipes heróis e um reino sob a conspiração de um bruxo malígno. A princesa Odette é amaldiçoada pelo bruxo Rothbart, então ela e suas damas de companhia são transformadas em cisnes, tornando-se novamente mulheres apenas à noite.

E Odette só poderá quebrar a maldição se ela for verdadeiramente amada por um homem íntegro... é aí que entra o belo e jovem príncipe Siegfried.

A peça é dividida em 4 Atos, possuindo quase 2 horas de apresentação. E não é meramente a estética do ballet que é apresentada ao público. A Dança é visceral, expressionista, e é através dos gestuais, das expressões e, obviamente, da dança em si, que a história é contada sem que uma única palavra seja dita ou mostrada. Isso tudo é aliado à própria música de Tchaikovsky, em que os bailarinos interpretam e interagem em cadência quase perfeita.

Neste "Lago dos Cisnes" apresentado pela Cia Brasileira de Ballet, o destaque vai para Helenilson Ferreira, o bailarino que representa magnificamente o Bobo da Corte. O rapaz é, simplesmente, sensacional!
A Companhia Brasileira de Ballet estreia no Rio a temporada de O Lago dos Cisnes, após uma turnê pelo país. A excursão da obra mais popular do compositor russo Tchaikovsky começa pelo Teatro Carlos Gomes, de quarta-feira (03) a domingo (07). Ele se apresenta ainda nas arena Dicró, na Penha, nos dias 27 e 28 de outubro, na arena Jovelina, na Pavuna, dias 31 de outubro e em 1º de novembro e no Imperator, no Méier, dia 07 de novembro.    
42 bailarinos estão no palco em O Lago dos Cisnes, e a direção geral e adaptação da coregrafia são assinadas por Jorge Texeira, que também dirige a companhia. A peça, que narra um conto de fadas baseado em lendas de mulheres cisnes, tem quatro atos. Em 2010, a história chegou às telas de cinema pelas mãos do diretor americano Darren Aronofsky, no filme Cisne Negro (Black Swan), com premiada atuação da atriz Natalie Portman.
A companhia já ganhou diversos prêmios nacionais e internacionais e exporta talentos de dança para outros grupos. Além das artes, o projeto contribui para melhoria social através da ONG Ciranda Carioca, que auxilia 140 jovens, não apenas com o ensino do balé, mas também com moradia e alimentação.
Criada em 1967 pelo industrial Paulo Ferraz e sua esposa, a bailarina Regina Ferraz, a Cia Brasileira de Ballet tem como objetivo estimular a arte da dança e descoberta de novos valores artísticos. Em 2001, após um período inativo o nome da Cia. foi cedido ao professor Jorge Texeira, em reconhecimento ao trabalho técnico e artístico desenvolvido por ele e seus alunos.
“Muito cedo descobri que é isso que me faz feliz. Vivo em função da companhia e da luta para manter a ONG em atividade e para não deixar que bailarinos talentosos desistam da carreira por falta de condições financeiras. Não poderia ser diferente”, ele comenta.  Ou, como dizia Pina Bausch, “dancemos, de outro modo estamos perdidos”, completa o diretor Jorge Teixeira.

Outras datas da temporada no Rio de Janeiro:
- Arena Dicró, Penha – dias 27 e 28 de outubro
- Arena Jovelina, Pavuna – dias 31 de outubro e 01 de novembro
- Imperator, Méier – 07 de novembro

Vídeo da Companhia Brasileira de Dança, que se apresentou com
O Lago dos Cisnes no Teatro Carlos Gomes.

"Tchaikovsky: Swan Lake - The Kirov Ballet"
O Lago dos Cisnes - Ballet completo, com 1h e 55min de duração.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...