16 de abr de 2016

Adorável Iris Grace


Iris Grace

É uma inglesinha que começou a pintar aos 5 anos, imersa na fabulosa riqueza de seu mundo íntimo, vivendo dias oníricos em paisagens campesinas da Inglaterra com os pais e uma gata tão especial quanto ela, sua companheirinha de todos os momento, Thula. Também gosta de música clássica, toca violino e ama livros.

Vivemos uma época esquisita, e muitos sabem e sentem isso. Vivemos num mundo em que pessoas autocentradas, introspectivas, que não aceitam se envolver com esse mesmo mundo adoentado e caótico, é logo rotulada de algum distúrbio com nome estúpido... a pequena adorável Iris Grace está rotulada como autista, quando, na verdade, é um Ser de Luz que apenas está começando a se adaptar à densidade obscura do planeta em que agora vive, assim como acontece com muitos daqueles rotulados por uma (in)ciência medíocre que não alcança além da matéria percebida pelos cinco sentidos (ainda falhos) do ser humano.

Iris ainda não aprendeu bem a verbalizar suas palavras e suas ideias, mas sabe muito bem o que quer e como quer, fazendo indicações através de gestos ou buscando objetos que traduzam as suas ideias, como a cor que gostaria de usar em sua pintura, por exemplo. Com a chegada da gata Thula, o desenvolvimento verbal de Iris teve grandes avanços, e ela consegue agora até conversar, dentro das suas possibilidades. A princípio, os seus pais que nomeavam os quadros que Iris pintava, sempre levando em consideração o próprio momento da menina, como a música que ela estava ouvindo, por exemplo, para usar de referência. Agora com a verbalização mais desenvolvida, é a própria Iris que nomeia as suas pinturas. Depois que Thula chegou à sua vida em 2014, sendo amor à primeira vista entre a menina e a gata, Iris passou também a incorporar sua amiguinha em algumas pinturas, sendo possível ver olhos e focinhos de gato pintados entre as linhas e pontos que Iris faz, uma verdadeira obra Impressionista.

Muitos colecionadores já arremataram suas obras de Arte, inclusive a atriz Angelina Jolie. Com o dinheiro arrecadado das vendas dos quadros, os tratamentos de Iris são custeados e o restante é guardado para o futuro da menina.

A pintura começou como apenas uma parte das terapias a que Iris foi submetida, então ninguém esperava que ali houvesse um talento nato - aliás, como acontece com a maioria dos Autistas. Exageradamente comparada a Claude Monet, porém é perceptível o seu estilo Impressionista de pintura, com as cores escolhidas como se já houvesse um conhecimento precedente (com certeza há, na questão espiritualista) sobre o uso, mistura e harmonia das cores.

Porém, nada disso seria possível se Iris não tivesse sido agraciada com pais tão amorosos e vivendo em um país onde a Arte e a Cultura são tão essenciais quanto outras necessidades. Somente o Amor é capaz de superar barreiras e auxiliar no desenvolvimento saudável do Ser.

A mãe de Iris, a fotógrafa profissional Arabella Carter-Johnson, é a responsável pelas belíssimas imagens da pequena pintora em cenários líricos e em ação, ora pintando, ora brincando, ora dormindo e até se banhando, quase sempre em companhia de Thula. Reunindo uma série de fotografias, Arabella escreveu e publicou o livro "Iris Grace", com as fotografias do cotidiano da criança e fotos de suas pinturas também.

Para conhecer mais a pequena Iris Grace e suas belas fotografias, gravuras e pinturas, basta acessar o oficial, Iris Grace Painting.

















2 comentários:

Jossi disse...

Talento é coisa divina! Que menininha incrível, heim? Lindos os trabalhos!

Pat Kovacs disse...

É, são essas crianças que estão vindo das estrelas e estão sendo muito mal compreendidas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...